O segredo está na boa segmentação do público-alvo

A tecnologia é sem dúvida um fator que influência os resultados obtidos nas campanhas de marketing em qualquer setor. Não é diferente no mercado da hotelaria e turismo. Existem, assim, vários insights que devem ser tidos em conta para se ter êxito.

Como por exemplo, a utilização de todos os dados possíveis. A verdade é que os hotéis possuem mais informações do que imaginam, cabe ao responsável de marketing utilizar toda a informação existente para a criação de uma campanha de marketing que chegue ao público certo.

 

Aumente os canais de marketing digital

Outra estratégia que deve ser explorada é a tecnologia digital. Marketing já não é só para as grandes cadeias de hotéis. Em marketing digital não são necessários grandes investimentos e com todas as ferramentas disponíveis a incerteza de sucesso é menor. E o melhor de tudo, a campanha pode ser alterar em qualquer altura. Por isso, não investir na era digital é um pecado mortal nos dias de hoje.

A solução para este problema é simples, invista na criação de um Website voltado para os seus clientes. Aproveite as redes sociais e crie uma lista de e-mails. Tudo isto, já servirá como ponto de partida para o sucesso.

 

Como criar uma base de dados

Em tempos, os hotéis tiveram muitas dificuldades para criar campanhas de marketing realmente efetivas que alcançassem o público-alvo de forma assertiva. Felizmente, esses tempos mudaram. Com todos os dados sobre quem interage com os canais digitais da sua marca (site, redes sociais, newsletters, etc.) tem acesso a informações muito valiosas para o seu negócio. Novas ferramentas de marketing apareceram e agora cabe a cada um atualizar e utilizar o que há de novo e melhor para benefício das suas marcas. A última tendência é a utilização de dados para atingir um público-alvo, segmentando.

 

Conclusão

E o que é a segmentação? É a utilização de base  dados para segmentar o seu público-alvo em subgrupos específicos de forma a que esses subgrupos sejam alcançados com conteúdo específico. Esses subgrupos são criados com base em informações como: idade, localização geográfica, valores pessoais e interesses. Informações essas disponibilizadas na maioria das vezes de forma gratuita através de ferramentas de analises disponíveis nas redes sociais, ferramentas google e newsletters, entre outras.